CBF e 19 clubes mantêm veto ao público e abrem guerra com o Flamengo

4 months ago 29

Futebol Brasileiro

- Publicada em 17h16min, 08/09/2021. Atualizada em 17h40min, 08/09/2021.

Rubro-Negro tem autoriza

Rubro-Negro tem autorizao da prefeitura para receber pblico; Grmio pode no entrar em campo pela Copa do Brasil caso situao se mantenha


Mauro PIMENTEL/AFP/JC

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os 19 times da Série A optaram nesta quarta-feira (8) pela manutenção do veto ao torcedor nos estádios, enquanto não há o aval de autoridades sanitárias locais para todas as sedes do Campeonato Brasileiro em razão da pandemia da Covid-19. O Flamengo foi o único clube que não participou do encontro por videoconferência, já que tem autorização da prefeitura para abrir os portões do Maracanã em três partidas neste mês, uma delas contra o Grêmio, no dia 15, pela Copa do Brasil. Diante da situação, é possível que o Tricolor gaúcho se recuse a enfrentar o Rubro-Negro no jogo de volta das quartas de final.

Quer continuar lendo este e outros contedos srios e de credibilidade?
Assine o JC Digital com desconto!

Desktop/tablet/smartphone

  • Personalize sua capa com os assuntos de seu interesse
  • Acesso ilimitado aos contedos do site
  • Acesso ao Aplicativo e verso para folhear on-line
  • Contedos exclusivos e especializados em economia e negcios
  • Cancelamento on-line e a qualquer momento

Assine J nosso assinante? faa login

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os 19 times da Série A optaram nesta quarta-feira (8) pela manutenção do veto ao torcedor nos estádios, enquanto não há o aval de autoridades sanitárias locais para todas as sedes do Campeonato Brasileiro em razão da pandemia da Covid-19. O Flamengo foi o único clube que não participou do encontro por videoconferência, já que tem autorização da prefeitura para abrir os portões do Maracanã em três partidas neste mês, uma delas contra o Grêmio, no dia 15, pela Copa do Brasil. Diante da situação, é possível que o Tricolor gaúcho se recuse a enfrentar o Rubro-Negro no jogo de volta das quartas de final.

Na decisão, a CBF e os dirigentes optaram por acionar o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para derrubar a liminar que autoriza o Rubro-Negro a receber seus torcedores. Também ficou decidido que o tema voltará a ser debatido no próximo dia 28. Em São Paulo, o governo de João Doria (PSDB), por exemplo, informa que deverá autorizar a presença de público nos estádios a partir do dia 1º de novembro.

Duas horas antes do debate entre a entidade e os cartolas começar, a diretoria rubro-negra publicou nota em seu site na qual diz que “não cabe à CBF ou aos clubes deliberar acerca da existência ou não de público nos estádios, por não se tratar de matéria de sua competência desportiva."

Há quase um mês, o Flamengo apelou ao STJD para reabrir os portões ao seu torcedor. O presidente do órgão, Otávio Noronha, acatou o pedido, em caráter liminar, desde que cumpridas as exigências das autoridades do Rio de Janeiro.

Pelo princípio de isonomia estabelecido pela CBF no protocolo de volta do público aos estádios, as partidas de mata-mata da Copa do Brasil só podem ter torcedores se tanto na ida quanto na volta for permitida a presença de público. Na partida do dia 25 de agosto, em que o Grêmio foi goleado por 4 a 0 pelo Flamengo, na Arena, não houve presença de público.

A prefeitura do Rio divulgou na terça-feira (7) a liberação do público somente para as partidas em questão e disse que a capacidade no Maracanã será, respectivamente, de 35%, 40% e 50%. Após o jogo, a Secretaria Municipal de Saúde se compromete em acompanhar os torcedores por 15 dias.

Read Entire Article