Drama policial com Glória Pires abre mostra de longas-metragens brasileiros

3 months ago 17

O primeiro filme em competição entre os longas-metragens brasileiros a ser exibido no 49º Festival de Cinema de Gramado é A suspeita, de Pedro Peregrino. A produção é um drama policial que conta a história de Lúcia, interpretada por Glória Pires, uma renomada investigadora policial.

Quer continuar lendo este e outros contedos srios e de credibilidade?
Assine o JC Digital com desconto!

Desktop/tablet/smartphone

  • Personalize sua capa com os assuntos de seu interesse
  • Acesso ilimitado aos contedos do site
  • Acesso ao Aplicativo e verso para folhear on-line
  • Contedos exclusivos e especializados em economia e negcios
  • Cancelamento on-line e a qualquer momento

Assine J nosso assinante? faa login

O primeiro filme em competição entre os longas-metragens brasileiros a ser exibido no 49º Festival de Cinema de Gramado é A suspeita, de Pedro Peregrino. A produção é um drama policial que conta a história de Lúcia, interpretada por Glória Pires, uma renomada investigadora policial.

Aos 55 anos, ela dedicou toda a sua vida à profissão e é um nome respeitado entre seus colegas. Tudo muda durante uma investigação, um famoso escritor, que estava trabalhando nas memórias de um dos chefes do tráfico no Rio de Janeiro e teve seu telefone grampeado por Lúcia, é assassinado. A policial se torna alvo de investigação de seus superiores, ao mesmo tempo em que descobre que tem Alzheimer.

Pedro Peregrino começou a dirigir novelas em 2013, participou da direção de O outro lado do paraíso e Órfãos da Terra, ganhadora do Emmy em 2020. Neste mesmo ano, assinou pela primeira vez a direção geral na novela Éramos Seis. Dirigiu ainda a série Segredos de Justiça, também estrelada por Glória Pires.  

O curta maranhense Quanto pesa, de Breno Nina, abre a programação da categoria de curtas-brasileiros e na sequência tem exibição da produção paulista O que há em ti, de Carlos Adriano.  

Baseado no livro homônimo da fotógrafa Mirian Fichtner, o documentário Cavalo de Santo será o primeiro filme na categoria de longas-metragens gaúchos a ser exibido no 49º Festival de Cinema de Gramado. A produção é fruto de dez anos de pesquisas da autora entre os terreiros gaúchos e retrata o universo religioso afro-brasileiro no Rio Grande do Sul.

Cavalo de Santo é o primeiro filme de Mirian Fichtner que tem uma longa carreira como jornalista e fotógrafa. Ela assina a direção do filme ao lado do jornalista e produtor cultural Carlos Caramez.

A sessão acontece a partir das 21h30min, pela TV, no Canal Brasil, e após a exibição fica disponível nos serviços de streaming Canais Globo e Globoplay + Canais ao Vivo.

Read Entire Article