Fronteiras do Pensamento volta ao formato presencial nesta segunda-feira

2 months ago 33

ACONTECE

- Publicada em 21/11/2021 s 19h14min.

Neurocientista Carl Hart faz palestra no Sal

Neurocientista Carl Hart faz palestra no Salo de Atos da Pucrs


ARQUIVO PESSOAL CARL HART/FRONTEIRAS DO PENSAMENTO/DIVULGAO/JC

O ciclo de conferências Fronteiras do Pensamento voltará a ter uma sessão presencial em Porto Alegre. Nesta segunda-feira (22), a partir das 20h, o norte-americano Carl Hart, um dos mais reconhecidos pesquisadores sobre uso de drogas por adultos no mundo, estará no Salão de Atos da Pucrs (Ipiranga, 6.681), em encontro com mediação de Thiago Viola.

Quer continuar lendo este e outros contedos srios e de credibilidade?
Assine o JC Digital com desconto!

Desktop/tablet/smartphone

  • Personalize sua capa com os assuntos de seu interesse
  • Acesso ilimitado aos contedos do site
  • Acesso ao Aplicativo e verso para folhear on-line
  • Contedos exclusivos e especializados em economia e negcios
  • Cancelamento on-line e a qualquer momento

Assine J nosso assinante? faa login

O ciclo de conferências Fronteiras do Pensamento voltará a ter uma sessão presencial em Porto Alegre. Nesta segunda-feira (22), a partir das 20h, o norte-americano Carl Hart, um dos mais reconhecidos pesquisadores sobre uso de drogas por adultos no mundo, estará no Salão de Atos da Pucrs (Ipiranga, 6.681), em encontro com mediação de Thiago Viola.

Ainda é possível adquirir entradas avulsas para essa conferência, no site do Fronteiras do Pensamento. Os que já tenham adquirido passaportes para todo o ciclo, que em 2021 ocorre em formato virtual, terão desconto especial. A conferência será gravada e estará disponível na plataforma digital do projeto, exclusiva para assinantes, a partir do dia 24 de novembro. 

Professor do Departamento de Psiquiatria e Psicologia da Universidade de Columbia e pesquisador do Instituto de Psiquiatria do Estado de Nova York, nos EUA, Hart estuda os efeitos do uso de drogas psicoativas nos seres humanos. Ele cresceu em uma vizinhança pobre de Miami, envolvendo-se em pequenos crimes e uso de drogas, e procurou demonstrar como cientista, durante anos, que o uso de drogas era prejudicial. Os resultados de seus estudos, porém, não sustentavam essa hipótese, o que o levou a colocar em debate uma nova visão sobre o tema.

Na visão do neurocientista, o uso de drogas causa pouco ou nenhum dano na maior parte dos casos, o que o leva a defender a implementação de políticas públicas que levem em conta o direito dos adultos de buscarem o prazer e a felicidade. Carl Hart foi destaque no documentário The house I live in, de Eugene Jarecki (2012), e é autor de obras como Um preço muito alto (2014) e Drogas para adultos (2021). 

Read Entire Article