Muita chuva no fim de semana na capital

1 month ago 26

A previsão feita pelo Inmet indica que domingo terá mais probabilidade de chuvas fortes com trovoadas em todo o DF

Luciana Costa
[email protected]

Chuvas fortes, ventanias, alagamentos nas ruas, resfriados marcaram a semana do brasiliense e no final de semana não será diferente. A previsão feita pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que domingo terá mais probabilidade de chuvas fortes com trovoadas em todo o Distrito Federal.

Para hoje, as nuvens tomam conta do céu o dia inteiro. As chuvas são esperadas durante os períodos da tarde e da noite, porém, isoladas. A umidade relativa do ar varia entre 90% e 45%. A temperatura mínima é de 17ºC, e a máxima, de 30ºC.

Amanhã, a mínima e a máxima continuará igual, entre 17ºC e 30ºC. O céu deve estar bastante nublado, com probabilidade de chuva isolada no final de tarde. A umidade pode chegar a 100%.

O dia mais chuvoso será domingo (24): muitas nuvens com pancadas de chuva e trovoadas. A temperatura mínima será de 19ºC; a máxima, de 28ºC; e a umidade varia entre 95% e 55%.

Fátima Celeste, 54 anos, que faz aniversário no domingo, contou que as chuvas fortes nesta semana atrapalharam qualquer planejamento para comemorar em família. “Além de mim, minha sobrinha, cunhado e sobrinha-neta fazem aniversário nos dias 25, 26 e 27, por isso gostamos de nos reunir nessa época”, comenta.

“Com a pandemia, estamos preferindo nos encontrar em lugares abertos, como o Eixão nos domingos ou em algum parque. Ano passado, deu muito certo, porque a chuva tardou a chegar”, ela comparou. Além disso, Fátima é professora de Educação Básica na rede particular. Ela afirmou que é possível ter contato com o coronavírus na escola – o que também é motivo de preocupação para se reunir com os familiares em locais fechados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A transmissão dentro das famílias tem sido uma das principais formas de contágio da covid-19, de acordo com relatos médicos.

Em Brasília, a taxa de transmissão está em 0,87 – em queda em relação aos dias anteriores, mas ainda alarmante.

Em entrevista à BBC News Brasil, o médico Marcio Bittencourt afirmou que, todos os dias, amigos contam que precisaram internar três ou quatro pessoas da mesma família. “Muitas vezes, são pessoas de gerações e idades diferentes, como pais e filhos”, comenta Bittencourt, profissional do Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo.

É gripe ou covid-19?

Na época de chuva, é bastante comum pegar um resfriado ou até mesmo aquela sinusite. No entanto, com a alta transmissão da Covid-19, a dúvida dos sintomas entre o vírus Influenza ou SARS-CoV-2.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Thiago, 20, e Giovanna Maineiri, 23, se confundiram ao terem alguns sintomas parecidos com a covid-19, principalmente, coriza e rouquidão. Ela conta que ficou doente pelo contato próximo com o irmão, Thiago. “Ele reclamou de dor na garganta dois dias antes, logo tive sintomas similares ao início de uma sinusite, já li muitos relatos sobre pessoas com covid e apresentou os mesmos sintomas do meu princípio de sinusite”, conta Giovanna.

Após o Thiago testar negativo para covid-19, eles iniciaram a medicação para gripe, com uso de xarope expectorante.

“Ao seguir as recomendações da médica, percebi que não se tratava do coronavírus, pois esse vírus não costuma responder à essas medicações comuns”.

Especialistas têm recomendado a vacinação contra a Influenza A H1N1 e H3N2, e influenza B para os grupos prioritários: idosos, gestantes, puérperas, crianças, pessoas com comorbidades, profissionais da área da saúde e educação. Até agosto, a Secretaria de Saúde do DF colocou à disposição mais de 50 UBS para imunização contra a Influenza, porém a aderência continua baixa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Read Entire Article