Pesquisa desenvolvida pela Imed conquista prêmio nacional de tecnologia social

1 month ago 82

Porto Alegre, sbado, 04 de dezembro de 2021.
Dia Mundial da Propaganda.

Jornal do Comércio 88 anos

OL, ASSINE O JC E TENHA ACESSO LIVRE A TODAS AS NOTCIAS DO JORNAL.

J SOU ASSINANTE

Entre com seus dados
e boa leitura!

Digite seu CPF, CNPJ ou E-mail para criar suas credenciais e acessar a verso eletrnica do Jornal.

Voc nosso convidado!
Digite seu e-mail e acesse esta matria na ntegra:


Corrigir texto

Se voc encontrou algum erro nesta notcia, por favor preencha o formulrio abaixo e clique em enviar. Este formulrio destina-se somente comunicao de erros.

TECNOLOGIA

- Publicada em 04/12/2021 s 16h31min.

Trabalho foi desenvolvido pelo Mestrado em Arquitetura e Urbanismo da institui

Trabalho foi desenvolvido pelo Mestrado em Arquitetura e Urbanismo da instituio


Imed/Divulgao/JC

O Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social divulgou os projetos ganhadores da edição 2021. Na cerimônia de premiação, os olhares atentos e ansiosos dos pesquisadores e envolvidos no projeto “Codesign entre projetistas do século XXI e pessoas com deficiência visual: processos e produtos” não resistiram à emoção do anúncio: a pesquisa desenvolvida pelo Mestrado em Arquitetura e Urbanismo da IMED conquistou o primeiro lugar na categoria “Cidades Sustentáveis”.

Quer continuar lendo este e outros contedos srios e de credibilidade?
Assine o JC Digital com desconto!

Desktop/tablet/smartphone

  • Personalize sua capa com os assuntos de seu interesse
  • Acesso ilimitado aos contedos do site
  • Acesso ao Aplicativo e verso para folhear on-line
  • Contedos exclusivos e especializados em economia e negcios
  • Cancelamento on-line e a qualquer momento

Assine J nosso assinante? faa login

O Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social divulgou os projetos ganhadores da edição 2021. Na cerimônia de premiação, os olhares atentos e ansiosos dos pesquisadores e envolvidos no projeto “Codesign entre projetistas do século XXI e pessoas com deficiência visual: processos e produtos” não resistiram à emoção do anúncio: a pesquisa desenvolvida pelo Mestrado em Arquitetura e Urbanismo da IMED conquistou o primeiro lugar na categoria “Cidades Sustentáveis”.

Ao utilizar a metodologia de Codesign, que representa a criação de produtos ou serviços em conjunto entre projetistas e usuários, a pesquisa promove empoderamento de crianças e pessoas com deficiência visual por meio da troca de saberes e expertises, impactando diretamente na qualidade de vida, na criatividade e na autonomia de quem participa do projeto.

“Todas as ações foram desenvolvidas para que as pessoas se empoderem e possam, com isso, transformar o mundo para melhor”, destaca a pesquisadora Andréa Mussi, docente e coordenadora do Núcleo de Inovação e Tecnologia em Arquitetura e Urbanismo (NITAU) do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da IMED.

Para ela, a premiação é o reconhecimento de toda uma trajetória científica, extensionista e de impacto social. “É todo um processo de codesign de cocriação de soluções para incluir as pessoas com deficiência visual nos processos decisórios de projetos de arquitetura, interiores e paisagismo. E com as crianças, nos processos de construção de brinquedos e playgrounds inclusivos”, destaca.

Read Entire Article