Sprint final para prova do Enem

1 week ago 20

Estudantes correm contra o tempo por um bom resultado nas etapas, nos dias 21 e 28 de novembro

Amanda Karolyne
[email protected]

A menos de um mês para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 202, os estudantes estão em reta final para as provas que serão realizadas dia 21 e 28 de novembro no Brasil todo. Muitos intensivos são feitos como meio de preparar os alunos para fazerem um bom Enem, professores e especialistas falam sobre o processo de se preparar para a prova e como manter o foco nos estudos.

O colégio La Salle do Núcleo Bandeirante, faz simulações com as provas durante o ano letivo, seguindo o estilo de provas da Universidade de Brasília.

E no segundo semestre a escola aplica um intensivão chamado Prepara. Os professores Germano Costa, 56, e Renata Teixeira, 45, fazem parte do projeto e dão dicas acerca dos últimos preparativos para a prova. Professor de filosofia, Germano, acredita que os estudantes já criaram alguma rotina de estudo até então, e o que precisa ser feito é a regulação do próprio tempo. “São dois domingos com dois cadernos distintos, e cada questão tem um tempo para ser resolvida”, ele explica. “Cada questão tem um diálogo com as alternativas, são cinco alternativas, das quais quatro são distratoras. O que eles devem ter em mente, é a relação entre os enunciados e as alternativas, sobretudo na área de humanas”, afirma Germano.

Discurso em comum

Renata, professora de matemática, complementa a fala de seu colega, explicando que o curso Prepara traz a reflexão para a sala de aula, onde os alunos aprendem a não perder tempo com uma questão que estão encontrando dificuldade para resolver. “Não sabemos essa questão, então vamos para a próxima. É a coerência pedagogica.” Até porque, a professora aponta que existe o lado emocional, em que os alunos ficam apegados a uma questão e não conseguem passar para a próxima, o que os leva a ficar ansiosos e sem foco. Os dois concordam que o que tinha de ser estudado foi durante o ano e agora é questão de organização do tempo.

“Chega uma hora que não dá pra romantizar mais, ficar em teoria, agora é hora de intensificar as competências no campo de exercícios”, destaca o professor Germano. Para ele, a chave para essa finalização de estudos, é refazer avaliações anteriores do exame. “O Exame pretende saber se o estudante mais que dominar o conteúdo, consegue mobilizar aquele conteúdo”, afirma.

Seguindo o protocolo

O La Salle está em sistema híbrido onde os alunos optaram ou por presencial ou remoto. O processo bimodal em que a aula acontece simultaneamente para quem está em casa e para quem optou pela sala de aula. “A educação não vai ser mais a mesma, não retorna para o que era antes”, afirma Renata. Com isso eles refletem acerca da internet e sua interferência na vida do aluno. “O estudante de modo geral está multifacetado, minha filha mesmo, enquanto está ouvindo música, está fazendo tarefa e eu pergunto se não perde o foco”, comenta Germano. Ele conta que existem estudos sobre a perda de foco dos estudantes. E para ele quem está em casa tem o desafio de estar mais focado.
“Algo que exige dos que estão online mais do que de quem está na sala presencial.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dia de tensão e apreensão

Recentemente, o mundo ficou uma tarde sem algumas redes como Whatsapp, Instagram e Facebook. E como a educação se tornou mais desafiadora com o período pandêmico, o professor de filosofia percebe que as mídias digitais afetam querendo ou não a vida dos estudantes.

Ele observa que a filha de 14 anos está sempre conectada e interagindo. E numa aula essa semana ele questionou seus alunos sobre o tempo que a internet caiu. “Alguns alunos disseram que foi bom porque fizeram uma pausa, e eu não esperava essa fala. Senti que eles sentem quase que uma responsabilidade de estar acessando o tempo todo”, comenta.

Como uma última dica para os estudantes, Germano acredita que quando você tem uma rotina de estudo e a confiança de que fez um bom programa de contato com os conteúdos e revisão dos exames anteriores, é só uma questão psicológica de acreditar que vai dominar a prova. “O bom estudante psicologicamente ainda se sente inseguro diante do exame”, explica.

Como reforço de outros projetos focados tanto no Enem como no Processo Seletivo de Avaliação Seriada (PAS), além de ter uma oficina de redenção, o colégio ainda conta com o projeto Arte No Palco. Onde os alunos fazem releituras das obras que vão cair tanto no pas, quanto as que podem cair no Enem. A professora Renata explica que são feitos sorteios das obras selecionadas para as turmas do ensino médio. E depois os alunos fazem os roteiros, análise da obra, e a releitura através da expressão artística. Para desenvolverem a criatividade e o trabalho em equipe. Esse ano, com a pandemia, os projetos estarão no Youtube em novembro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O professor comenta que é essencial se falar do projeto do Novo ensino médio que vai ser colocado em prática a partir do ano que vem. Este que já está sendo colocado em pauta no colégio, com núcleos de aprofundamento por área de conhecimento. O novo ensino junta as quatro áreas de conhecimento da prova, ciências sociais e humanas, biológicas e matemática, para formar dois blocos de conhecimento. “Os alunos têm de perceber que todo o conhecimento carrega uma linguagem em si”, completa o professor.

Sua colega de trabalho, Renata, explica que o novo método de ensino visa colocar o aluno como protagonista e a escola como espaço para compartilhar conhecimento.

Saiba Mais

A estudante Beatriz Tempone, 19, sonha em cursar medicina. Esse é seu primeiro ano fazendo o Exame. Ela faz exercícios e revisões todos os dias. “A internet me ajuda muito a estudar, assisto aulas gravadas do cursinho e pego exercícios em outras plataformas”, conta.

Recém formada no ensino médio, Sara Sabino, 20, pretende fazer serviço social e é sua segunda vez fazendo o Enem. Ela está estudando por conta própria, mas comenta que é muito difícil focar e mais fácil procrastinar. Ela lembra que a prova no ano passado foi muito agoniante, então ainda está desanimada para a edição de novembro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Read Entire Article